25 de maio de 2017

Do Pároco

Cem anos de gratidão

Iniciamos este mês de maio com o coração agradecidíssimo ao Céu pelas incontáveis bênçãos que Deus, pela intervenção de Nossa Senhora em Fátima, desde há cem anos, derrama sobre o nosso país e sobre o mundo inteiro.
Digamo-lo com clareza: quantas pessoas se terão salvo – não terão ido para o Inferno (é bom explicar isto de modo explícito!) – graças àquela bendita intervenção de Nossa Senhora! Quanta paz terá o mundo desfrutado. Quantos doentes consolados ou mesmo curados! Quantas feridas da alma saradas! 
E alegramo-nos ainda mais pelo anúncio da canonização dos Beatos Francisco e Jacinta. Nossa Senhora pediu-lhes que cumprissem uma missão e santificou-os no cumprimento da mesma. Ela, com poucas palavras e com gestos bem claros (pensemos no olhar triste com que falou dos pecados que ofendiam a Deus), orientou-os rapidamente para o heroísmo da santidade. Nossa Senhora ensina-nos assim como orientar para a santidade até mesmo crianças de pouca idade: a graça de Deus tudo pode. 
Nestes cem anos, a Nossa Senhora foi a grande evangelizadora do nosso país. Fátima conseguiu muito mais do que todos os nossos esforços humanos juntos, alguns, certamente, inspirados pela mensagem da Senhora. Mas, para sermos sinceros, reconheçamos, com humilde alegria, que a intervenção de Nossa Senhora na vida dos Pastorinhos contribuiu mais para a evangelização do que qualquer outra iniciativa. Somos, desse modo, convidados a confiar muito mais em Deus e na Sua Santíssima Mãe do que nos nossos planos, mesmo que muito úteis e necessários. 
Como recorda o recente documento da Conferência Episcopal, «na Virgem Maria, no seu coração materno, transparece a vontade misericordiosa de um Deus Trindade que não é indiferente à situação das suas criaturas, que não abandona o pecador na sua culpa, que não esquece os desgraçados no seu sofrimento, que sempre oferece o seu perdão e a sua consolação, que abre sempre a porta da esperança, quando os seres humanos se fecham no seu egoísmo ou na sua inconsciência» (n.º 10). Nossa Senhora, através dos Pastorinhos, convida-nos a regressar ao essencial do Evangelho. 
Peçamos à Senhora do Rosário que não permita que nos afastemos da sua luminosa mensagem, tão atual há cem anos como agora. Oxalá, na noite de dia 12, seja em Fátima seja onde for, em cada família portuguesa se reze o terço unindo-nos ao Santo Padre. Que haja milhões de pessoas a agradecer a Nossa Senhora a sua vinda.

Pe. João Paulo Pimentel

Catequese de crianças

Rapazes: terça-feira (17.45h) ou sábados (11h);
Raparigas: quinta-Feira (17.45h) ou domingos (11h).
4º Ano – Entrega do Credo: domingo 7 de maio (10h).
5º ano – Entrega do terço: domingo 14 de maio (10h).
6º Ano – Profissão de Fé: domingo 21 de maio (10h).
8º Ano – Ano da Vida: domingo 28 de maio (10h).
9º Ano – Receção do Crisma e festa do envio, com D. Joaquim Mendes: sábado 20 de maio (10h).

Curso de preparação para o matrimónio

Começa sexta-feira, dia 6 maio, das 10h às 19:30h.

Procissão de Nossa Senhora da Porta do Céu

Dia 26 de maio, às 21:30. Início na Igreja.
Agradecem-se voluntários para transportar o andor e pessoas que queiram colaborar na organização.

Ausências de sacerdotes

P. N Romão: 18 a 21 de maio

Devoção dos cinco primeiros sábados

No dia 6 de maio: Missa às 9h15; meditação de 15 minutos centrada nos mistérios do terço às 17h15; terço às 17h45.

Canonização de Francisco e Jacinta

A cerimónia de canonização de Francisco e Jacinta Marto vai decorrer no início da Missa das 10h00 de 13 de maio no Santuário de Fátima, presidida pelo Papa Francisco, logo após o cântico de entrada e a saudação inicial, proferida pelo Santo Padre.
Os relicários em forma de candeias contendo as relíquias dos dois novos santos da Igreja Católica, uma madeixa de cabelo de Jacinta e um fragmento de osso da costela de Francisco, integram o cortejo de entrada da Missa, sendo colocados junto ao Presbitério do Recinto. O transporte das relíquias é feito pela Irmã Ângela Coelho, Postuladora da Causa da Canonização de Francisco e Jacinta.
Segue-se a cerimónia de canonização dos dois Pastorinhos, a primeira realizada em Portugal, a qual, como as anteriores, obedece a um rito em latim, iniciado com o cântico Veni Creator.
O Bispo de Leiria-Fátima, D. António Marto, faz então uma breve apresentação da biografia dos dois novos santos, antes da invocação da ladainha dos santos. Cânticos de júbilo assinalam a proclamação, dando por fim a cerimónia e retomando a celebração da Missa.
A paróquia de Telheiras estará bem representada nesta celebração: no dia 13, às 6h, partem 5 autocarros para Fátima. 

Do Tesouro da Igreja

A aparição de 13 de maio

Aproximava-se a hora do grande acontecimento: “do meio-dia para a uma hora”. Conta Lúcia: “Vimos um relâmpago para o lado do nascente, e, receando que viesse trovoada, embora estivesse bom tempo, eu disse ao Francisco que era melhor irmos para casa, recolher o gado.
Começámos a descer a encosta, tocando as ovelhas, em direção à estrada. Quando chegámos ao meio da fazenda, deu outro relâmpago, e, dois passos adiante, vimos em cima duma carrasqueira, que teria um metro de altura, aproximadamente, uma Senhora”.
– Não tenhais medo! Eu não vos faço mal!
– De onde é Vossemecê? – lhe perguntei.
– Sou do Céu.
– E que é que Vossemecê me quer?
– Vim para vos pedir que venhais aqui, seis meses seguidos, no dia 13 a esta mesma hora. Depois direi quem sou e o que quero. Depois voltarei ainda aqui uma sétima vez.
– Vossemecê sabe-me dizer se a guerra ainda dura muito tempo ou se acaba breve?
– Não te posso dizer ainda enquanto não te disser também o que quero.
– E eu também vou para o Céu?
– Sim, vais.
– E a Jacinta?
– Também.
– E o Francisco?
– Também, mas tem que rezar muitos Terços.
– E a Maria das Neves já está no Céu?
– Sim, está.
– E a Amélia?
– Estará no purgatório até ao fim do mundo.
– Quereis oferecer-vos a Deus para suportar todos os sofrimentos que Ele quiser enviar-vos, em acto de reparação pelos pecados com que Ele é ofendido e de súplica pela conversão dos pecadores?
– Sim, queremos!
– Ides, pois, ter muito que sofrer, mas a graça de Deus será o vosso conforto.
Foi ao pronunciar estas últimas palavras (a graça de Deus, etc.) que abriu pela primeira vez as mãos, comunicando-nos uma luz tão intensa, como que reflexo que delas expedia, que penetrando-nos no peito e no mais íntimo da alma, fazendo-nos ver a nós mesmos em Deus, que era essa luz, mais claramente que nos vemos no melhor dos espelhos. Então por um impulso íntimo também comunicado, caímos de joelhos e repetíamos intimamente:
– Ó Santíssima Trindade, eu vos adoro. Meu Deus, meu Deus, eu Vos amo no Santíssimo Sacramento.
Passados os primeiros momentos, Nossa Senhora acrescentou:
– Rezem o Terço todos os dias, para alcançarem a paz para o mundo e o fim da guerra».

(Cfr. os estudos sobre as aparições, disponíveis em www.fatima.pt/pt/documentacao).

Informações

Exposição com o Santíssimo Sacramento
Quintas-feiras, das 16h às 18.15h (às 16h, terço da misericórdia; às 17h50, terço).
Venha rezar a Nosso Senhor exposto na Custódia!

Recolecção
Senhoras: dia 11 de maio (5ªf) – 19.10h
Homens: dia 9 de maio (3ªf)– 19.10h

Bênção anual das casas
No tempo pascal, a visita do pastor às famílias recorda as aparições de Cristo ressuscitado aos seus discípulos. Quem desejar receber esta bênção pode contactar o pároco.

Grupo jovens
4as feiras, 18:15h

Batismos
6 de maio, às 11:00h: Salvador e Santiago Tavares
7 de maio, às 15h30: Maria Luísa Barbosa
21 de maio, às 16h: Alice da Mata Almeida

Agrupamento de Escuteiros nº 683

5 e 6 - Os pioneiros participam na actividade do Núcleo Raid TT, em Vila Franca de Xira.
6 - Actividades do Núcleo Festa do Sol e Idade Verde. Lobitos: na Quinta das Conchas no Lumiar. Exploradores: na Mata do Vale Fundão (Chelas).
19 a 21 - Participação na 8ª edição do Festival de Telheiras.  O Jardim Caldeira Cabral (Praça Central) vai encher-se de vida e movimento num evento de aproximação entre pessoas e instituições, de reconhecimento mútuo e de celebração da identidade do bairro.
27 - Recolha de alimentos para o Banco Alimentar contra a fome, no Pingo Doce de Telheiras.

Tweets do Papa Francisco

Ele morreu, foi sepultado, ressuscitou e apareceu. Ou seja, Jesus está vivo! É este o cerne da mensagem cristã.
***
Se tivéssemos sempre a Palavra de Deus no coração, nenhuma tentação poderia nos separar de Deus.
***
Se Cristo ressuscitou, podemos olhar com olhos e corações novos para todos os eventos das nossas vidas, também os mais negativos.
***
Cruz de Cristo, ensina-nos que a aurora do sol é mais forte do que a escuridão da noite e que o amor eterno de Deus vence sempre.
***
Faz-nos bem sair dos nossos limites, pois é típico do Coração de Deus transbordar de misericórdia, espalhando a sua ternura.