23 de março de 2017

Quando se acredita - Testemunhos

Sexta-feira, dia 24 de Março, pelas 21h30, terá lugar na igreja uma sessão com dois testemunhos de como enfrentar o cancro com um sentido cristão, pela voz de Helena Mendonça e Margarida Pessoa Vaz.

Para mais informações, consultar o panfleto abaixo.



13 de março de 2017

Do pároco

Sacrificai-vos pelos pecadores

D. Joaquim Mendes felicita as crianças que fizeram 
a 1ª Comunhão e o Crisma em Telheiras
Conta a Irmã Lúcia nas suas memórias que, em certa ocasião, lhe perguntaram se Nossa Senhora tinha mandado rezar pelos pecadores. Ela, laconicamente, respondeu que não. Assim que a Jacinta se encontrou a sós com a prima, censurou-a por ter mentido: «Então Ela não nos mandou rezar pelos pecadores?». Mas a Lúcia respondeu-lhe: «Por os pecadores, não. Mandou-nos rezar por a paz, para acabar a guerra. Por os pecadores, mandou-nos fazer sacrifícios» (Memórias da Irmã Lúcia, p. 129).
Como é sabido, a penitência é um dos elementos essenciais da mensagem de Fátima. Os pastorinhos tomaram muito a sério o pedido da Senhora: «Sacrificai-vos pelos pecadores e dizei muitas vezes, em especial sempre que fizerdes algum sacrifício: Ó Jesus, é por Vosso amor, pela conversão dos pecadores e em reparação pelos pecados cometidos contra o Imaculado Coração de Maria» (Aparição de 13 de julho, ib., p. 163).
As crianças foram descobrindo maneiras de se sacrificarem. «A urgência das necessidades dos outros reclamava a penitência, o sacrifício e a reparação» (CEP, Fátima, sinal de Esperança para o nosso tempo, 8-12-2016, n.º 12): Jejuns rigorosos, abstenção de alimentos apetitosos já na sua posse, sede, aceitação de interrogatórios maçadores ou do irritante canto da cigarra quando a Jacinta padecia uma forte dor de cabeça, oferecimento da vida perante as ameaças de morte, uma corda à cintura, a perspetiva da terrível solidão no momento da morte. E muitos mais. Exageros? 
Bem, nas palavras de Nossa Senhora, o Céu não viu as coisas assim: «Deus está contente com os vossos sacrifícios, mas não quer que durmais com a corda; trazei-a só durante o dia» (Aparição de 13 de julho, ib., p. 170). 
É provável que uma boa parte da cultura contemporânea rasgue as vestes ao ler estas palavras. Já advertiu S. Paulo que, para muitos, a Cruz seria uma loucura ou uma estupidez. Contudo, Fátima apela inequivocamente a um esforço por voltar a compreender a eficácia de nos unirmos com todo o nosso ser à vida e morte de Jesus. 
Os Pastorinhos abriram uma escola de sacrifício cujos ensinamentos se transmitiram às gerações do nosso país. No início da Quaresma, talvez seja útil redescobrir a eficácia das pequenas renúncias no nosso dia-a-dia, oferecendo-as com gosto ao Senhor em benefício de outros. Também a cada um de nós é pedido este tipo de oração «corpórea».

Pe. João Paulo Pimentel

Catequese de crianças

Rapazes: terça-feira (17.45h) ou sábados (11h);
Raparigas: quinta-Feira (17.45h) ou domingos (11h).

2ª ano:
Festa da Alegria (Primeira Confissão): sábado 4 de março

Cursos para adultos

Teologia para todos: para entender e contemplar o Credo.
Sessão 6. Os mistérios da vida de Cristo.
Dia 8 de março. Das 21h30 às 22h15.

Curso sobre a família e o amor humano:
Baseado nas catequeses de S. João Paulo II sobre a teologia do corpo. 
A.  Para senhoras e raparigas mais velhas: quinta-feira, dias 2, 16 e 30, às 13.00h. Entrada pela Rua Filipe Duarte.
B.  Para todos: sexta-feira, dia 3 e 17, às 21.15h. Entrada pela Rua Filipe Duarte.

Tempo de reflexão da Quaresma

Senhoras: dia 9 de março (5ªf) – 19.10h
Homens: dia 14 de março (3ªf)– 19.10h

40 dias pela vida

A Plataforma 40 dias pela vida, propôs a cada paróquia que o deseja, aderir a um tempo de oração diante da clínica dos Arcos, para pedir para que ninguém sinta o impulso de abortar. A paróquia de Telheiras escolheu terça-feira, 14 de março, das 9h até às 20h. Cada pessoa pode inscrever-se numa hora: para fazê lo basta entrar em www.40diaspelavida.org ou poderá também inscrever-se por sms para o 934040409 ou por email (40diaspelavida.portugal@gmail.com).
Para ir rezar à casa das Mãos Erguidas, que tem capela com Santíssimo, pode usar o metro, sair nas Avenidas, e subir em direção à praça da Alegria (são 5 minutos a pé).

Ausências de sacerdotes

P. C Santamaría: 5 a 10 de Março

P. N Romão: 27 março a 2 de Abril

Do Tesouro da Igreja

As duas asas

Na 4ª feira de Cinzas, dia de jejum e 
abstinência, começa a Quaresma.
Está escrito num salmo: «Eu disse: Senhor, tem piedade de mim, cura a minha alma, porque pequei contra Ti» (Ps 4, 5). Esta súplica, irmãos, é segura; mas permanecei vigilantes para atuar bem.
Tocai o saltério, obedecendo aos preceitos; tocai a cítara, suportando os sofrimentos. «Reparte o teu pão com o faminto» (Is 58, 7) ouviste pela boca de Isaías; não penses que o jejum é suficiente. O jejum mortifica-te a ti, mas não remedeia o próximo.
As tuas privações serão frutuosas se as distribuis generosamente com o próximo. Olha como defraudaste a tua alma. A quem vais dar aquilo de que te privaste? Onde vais pôr o que a ti te negaste? A quantos pobres pode saciar a comida da qual hoje nos privamos! Jejua de modo que, alimentando um necessitado, tu te sintas saciado porque foram escutadas as tuas orações.
Diz também Isaías na mesma passagem: «Enquanto estiveres ainda a falar, eu te responderei: aqui estou; se partires de bom ânimo o pão com o faminto» (Is 58, 9-10). Porque com frequência se faz de mau humor, e resmungando, para escapar da insistência do mendigo, em vez de querer saciar o estômago daquele que tem fome.
Mas Deus «ama a quem dá com alegria» (2 Cor 9, 7). Se dás o pão de mau humor, perdeste o pão e o mérito. Fá-lo, pois, com bom ânimo; assim, aquele que vê o interior, dir-te-á enquanto ainda estás a falar: Aqui estou.
Com que rapidez são escutadas as orações dos que fazem o bem! Eis as boas obras dos homens nesta vida: o jejum, a esmola e a oração.
Queres que a tua oração chegue voando até Deus? Põe-lhe estas duas asas: o jejum e a esmola. Que nos encontre assim, que nos descubra assim tranquilos, a luz e a verdade de Deus, quando vier libertar-nos da morte Aquele que já sofreu a morte por nós. Amen.


Das “Exposições sobre os salmos”, de Santo Agostinho (En. in ps. 42, 7-8)

Informações


Exposição com o Santíssimo Sacramento
Quintas-feiras, das 16h às 18.15h (às 16h, terço da misericórdia; às 17h50, terço).
Venha rezar a Nosso Senhor exposto na Custódia!
Bênção anual das casas
A visita do pastor às famílias nas suas casas faz com que o próprio Cristo entre na nossa casa, para nos trazer a paz e a felicidade. Quem desejar receber esta bênção pode contactar o pároco.
Grupo jovens
4as feiras, 18:15h

Coros
Agradecem-se colaboradores para os coros das eucaristias dominicais (10h, 12h, 19h).

Devoção dos Cinco primeiros sábados
No dia 4 de março: Missa às 10h30; meditação de 15 minutos centrada nos mistérios do terço às 17h15; terço às 17h45.

Curso de preparação para o matrimónio
Começa sexta-feira, dia 28 de abril, às 21h e continua nos sábados 29 abril e 6 maio, das 10h às 19:30h. O máximo de participantes serão 18 casais.
Custo: 50 €, com almoço incluído.

Batismos
11 de março, às 11h: Júlia Maria Pires Correia

Mensagem do Papa para a Quaresma

A mensagem do Papa Francisco para esta quaresma é sobre o tema "A Palavra é um dom. O outro é um dom". Está disponível na página do Patriarcado: www.patriarcado-lisboa.pt

Agrupamento de Escuteiros nº 683

Dias 10 a 12 – Caminheiros: participação no Cenáculo de Núcleo, que é um fórum  informal onde são debatidas ideias e projectos  para os jovens adultos da IVª secção.
Dia 11 – Exploradores: visita ao Museu do CNE.
Dias 25 e 26 – Caminheiros: actividade em DRAVE, na base nacional da IVª secção.

Tweets do Papa Francisco

Jamais imponha condições a Deus! Confiar no Senhor significa entrar nos seus desígnios sem nada exigir. 
***
Gostaria de encorajar todos a contemplar em Maria, Saúde dos Enfermos, a garante da ternura de Deus por cada ser humano.
***
Estejamos perto de nossos irmãos e irmãs que vivem a experiência da doença e de suas famílias.
***
Não nos esqueçamos nunca de rezar uns pelos outros. A oração é a nossa maior força.
***
A vida consagrada é um grande dom de Deus: dom de Deus à Igreja, dom de Deus ao seu Povo.