3 de julho de 2016

Do Tesouro da Igreja

Coração Imaculado de Maria

“Eu sou a Mãe do Amor Formoso e do temor, da sabedoria e da santa perseverança. Em mim está toda a graça do caminho e da verdade, em mim toda a esperança de vida e de virtude. Vinde a mim, todos os que me desejais, enchei-vos dos meus frutos; porque o meu espírito é mais doce que o mel, e a minha herança mais suave do que o favo” (1).

“Deste Coração, como se fosse um forno, a Virgem tira palavras boas inflamadas de amor divino, pensamentos de uma ardentíssima caridade. Pois assim como de um recipiente cheio de bom vinho não pode sair senão um bom vinho, e de um forno ardente não pode proceder senão um incêndio devorador, assim também da Mãe de Cristo não podem brotar afectos que não estejam repletos do amor divino” (2).

“Ó Deus, que preparastes no Imaculado Coração de Maria uma digna morada para o vosso Filho e um santuário para o Espírito Santo, concedei-nos um coração limpo e dócil, para que submissos aos vossos preceitos, Vos amemos sobre todas as coisas e ajudemos os nossos irmãos em todas as suas necessidades” (3)

“Ao meditarmos no Coração Imaculado de Maria, reparemos que não se trata de acrescentar mais uma devoção às que já temos, mas de aprender a tratar Nossa Senhora com mais confiança, com a simplicidade das crianças que recorrem às suas mães a cada momento: não se dirigem a elas apenas quando estão numa grande aflição, mas também nos pequenos percalços com que tropeçam a cada instante. As mães ajudam-nas a resolver os menores problemas. Elas – as mães – aprenderam da nossa Mãe do Céu” (4).

.........................................
(1) Eclesi. 24, 24-27. 2) S. Bernardino de Sena, Sermo 9 de Visitatione. 3) Oração Colecta da Missa do Coração Imaculado de Maria. 4) F. Fernandez-Carvajal, Falar com Deus, vol. 6, p. 256, Ed. Quadrante.

Sem comentários:

Enviar um comentário