12 de dezembro de 2014

Do Tesouro da Igreja

A dignidade de Nossa Senhora



“A bem-aventurada Virgem Maria, pelo facto de ser Mãe de Deus, tem uma espécie de dignidade infinita por causa do bem infinito que é Deus. E nessa linha, não pode imaginar-se uma dignidade maior, como não pode imaginar-se coisa maior que Deus.” S. Tomás, Suma Teológica, 1, q. 25, a. 6

“Como o oceano recebe todas as águas, assim Maria recebe todas as graças. Como todos os rios se precipitam no mar, assim as águas que tiveram os anjos, os patriarcas, os profetas, os apóstolos, os márires, os confessores e as virgens se reuniram em Maria.” S. Boaventura, Speculi, 2

“Tira este corpo solar que ilumina o mundo, como poderia haver dia? Tira Maria, esta estrela (...), do mar que ficará além de escuridão que tudo ofusca, sombra de morte e densíssimas trevas?” S. Bernardo, Hom. No nascimento da Virgem Maria, 6

“Deus deu o nome de mar à reunião das águas, e a reunião de todas as graças chama-se Maria.” S. Bernardo, Hom. Super Missus est

“Mulher, és tão grande e tanto vales, que quem quer uma graça e não recorre a ti, pretende voar sem asas.” Leão XIII, Enc. Augustissimae Virginis Mariae

“Dá-se a entender que a Mãe de Deus foi a sede de todas as graças divinas e que foi adornada com todos os carismas do Espírito Santo, ao ponto de nunca ter estado sob o poder do mal e de merecer ouvir - participando à uma com o seu Filho de uma bênção perpétua - aquelas palavras que Isabel pronunciou movida pelo Espírito Santo: Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre.” Beato Pio IX, Bula Ineffabilis Deus, 8/12/1854 

Agrupamento de Escuteiros nº 683

Dias 12, 13 e 14 - Actividade de Natal do Alcateia e da Comunidade em Sintra

Dias 12, 13 e 14 - Participação da Expedição na Actividade Trilhos de Natal, em Santiago do Cacém

Dia 14 - Peregrinação a Braga do Clã integrado na comitiva Regional para recolher a Luz da Paz de Belém que será partilhada na Diocese de Lisboa.

Dia 19 - Participação na Sé Catedral na partilha diocesana da Luz da Paz de Belém que contará com a presença do Sr. D. José Traquina.

Dia 20 - Celebração da partilha da Luz da Paz de Belém no Lumiar que decorrerá na igreja de Nossa Senhora do Carmo.

Baptismos no mês de Dezembro

Sábado,  dia 20: 
11.00h - Guilherme Martins; e 12.00h - Sofia Amaro

Novena da Imaculada Conceição

Seguindo a tradição dos anos anteriores, faremos a Novena da Imaculada Conceição, a começar no dia 30/11, Domingo, e a terminar no próprio dia dessa Solenidade, 08/12, 2ª Feira. Todas as homilias das Missas focarão um tema mariano. E à tarde, no dia da solenidade, com início às 18.00h, far-se-á a Exposição Solene do Santíssimo Sacramento e a tradicional reza do Terço.

Do Pároco


O Presépio é chocante?

Sagrada Família, de Claudio Coello
Quando olhamos para o Presépio ainda ficamos surpreendidos? E com quê?

Se descontarmos o lugar – ou será que alguém já encontrou um casal com um bebé num estábulo? – a situação parece banal: um menino chamado Jesus saboreia o carinho dos pais, Maria e José.

Só que... esse Menino é Deus, nem mais nem menos: a Segunda Pessoa da Santíssima Trindade, que encarnou de forma discreta. Os pais sabem disso, e não podem em si de contentes.

Este é um bebé que decidiu nascer. Todos os outros bebés nasceram sem perceber o que estava a acontecer. Sendo um bebé que nasceu porque quis podemos pensar que premeditou muitas coisas que lhe aconteceram.

Dispensou uma casa confortável, mas não dispensou o carinho de um pai e de uma mãe. Teve, depois, a sorte de que Maria e José se empenharam livremente em ser óptimos pais. Podiam não ter sido...

Mas este bebé quis, no resto, ser um bebé como os outros: não usou super-poderes para ter uma infância mágica e de livros de ficção. Sem os pais teria morrido de fome, de doença ou vítima de qualquer perigo.

Escolheu, sim, uma família jovem e economicamente modesta. Não quis começar logo entre personagens influentes e importantes do seu tempo. Optou pelo amor e aconchego de um casal trabalhador e muito de Deus. Deixou-se criar por eles, brincou e riu muito,  aprendeu a comportar-se com os homens e com Deus. Viu como o pai e a mãe gostavam muito de Deus Pai e dele e do Espírito Santo.

Quando, no início, Deus criou o homem – varão e mulher os criou – "viu" que era muito bom. Agora, na Palestina, Deus "experimenta" na carne como é mesmo muito bom.

É verdade: se pensarmos bem no que está em causa, o Presépio tem de nos deixar de boca aberta.

O Presépio diz muito de como é Deus. E nele, Deus diz-nos muito de como deve ser o homem.

O Presépio diz-nos que a nossa família – tal como é, com as grandezas e as limitações concretas "lá de casa" e das pessoas que somos - é um espaço divino, onde vivemos os que somos, mais um: Deus.

Deus está na família, não como quem só exige, mas como quem, sobretudo, ajuda. 

Por isso, é possível que marido, mulher e filhos, cada dia voltem a dizer "peço desculpa", "peço licença", e "obrigado", que para o Papa Francisco são os três segredos da receita da felicidade da família.

No domingo a seguir ao Natal festejamos a Sagrada Família, a família de Deus. Um espelho onde as famílias todas se tentam olhar.

Tweets do Papa Francisco

Papa Francisco e o Menino
Detenhamo-nos diante do Menino de Belém. Deixemos que a ternura de Deus aqueça o nosso coração.

* * *

Do presépio tiremos a alegria e a paz profunda, que Jesus vem trazer ao mundo.

* * *

A paz é um dom de Deus, mas exige o nosso compromisso. Procuremos ser pessoas de paz na oração e na vida.

* * *

Queridos jovens, não renuncieis a sonhar um mundo mais justo.

Recolecções no mês de Dezembro

Homens: 3ª Feira, Dia 09 – 19.15h; 

Senhoras: 5ª Feira, Dia 11 – 19.15h.

Catequese

a) Catequese de crianças

Seguindo o ritmo da nossa Catequese paroquial o Ano lectivo oficial, recorda-se que as aulas serão interrompidas durante os dias das Férias Escolares do Natal.

b) Cursos para adultos
1. Catecúmenos (Orientação: P. Rui Rosas da Silva): 3ªs Feiras, 19.15h: Dias 2 e 16.

2. Preparação para o Crisma (Orientação: P. Rui Rosas da Silva): 4ªs Feiras, 19.15h. Dias 4 e 18. 

3. Teologia para Todos (Orientação: P. João Paulo de Campos): 5ªs Feiras.  Próxima sessão: 5ªa Feira, dia 18, 19.15h ou 21.30h. Tema:  A Eucaristia

Confissões de Natal

Para facilitar aos paroquianos a recepção do Sacramento da Reconciliação na quadra natalícia, para além  dos horários habituais, haverá Confissões:

Dia 22, Sábado: 17.00h-20.00h

Dia 23, Domingo: 17.00h-20.00h

Dia 24, 4ª Feira: 11.00h-12.00h; 16.00h-20.00h

Ausências de Sacerdotes

P. Carlos: de dia 19 (6ª) a dia 22 (2ª) - actividade pastoral

P. Carlos e P. João: de dia 26 (6ª) a dia 31 (4ª) - retiro

P. Nuno: de dia 6 (Sáb) a dia 8 (2ª) - actividade pastoral

Cabaz de Natal - Dar a quem necessita

Está a aproximar-se o Natal. Queremos que ele seja festivo para todos, sem a exclusão daqueles que, por dificuldades económicas, se vêem privados de celebrar esta festa tão familiar com a alegria de que Jesus, Maria e José desejam para todos os homens.

É preciso, no entanto, que todos os paroquianos se encham de generosidade – aliás, bem comprovada noutras ocasiões – e façam chegar aquilo que puderem à nossa organização sócio-caritativa, a fim de se poderem compor bastantes dezenas de CABAZES DE NATAL.
As maiores necessidades actuais são: géneros alimentícios duráveis e dinheiro.

  Para facilitar a sua entrega, convidam-se todos a deixarem as suas dádivas, a partir de, 2ª Feira, dia 1 de Dezembro, nas horas de abertura da igreja. Sugerimos particularmente os seguintes momentos:

Sábado,   dia 06: das 17.00h às 19.30h; 
Domingo, dia 07: das 09.30h às 13.00h; das 17.00h às 20.00h;
2ª Feira,   dia 08:  das 09.30h às13.00h; das 17.00h às 20.00h (Feriado e Dia Santo);
Sábado,   dia 13: das 17.00h às 19.30h;
Domingo, dia 14: das 09.30h às 13.00h; das 17.00h às 20.00h;

Nestes dias, poderão deixar o que trouxerem junto à porta de acesso ao Coro Alto da Igreja ou, no  caso de se tratar de alguma quantia em dinheiro, deixarem-na dentro dum envelope com essa indicação no saco do peditório de uma Missa, ou entregarem-na directamente na Secretaria.

    Certamente que serão recebidas todas as ofertas que vierem noutros dias. Agradecemos, apenas, que se respeitem os horários de abertura da Igreja. 

O CABAZ DO NATAL será assim distribuído: 
Roupas: dia 18/12, 5ª Feira, entre as 10.00h e as 11.45h; 
Géneros alimentares: dia 19/12, 6ª Feira, entre as 10.00h e as 11.45h.
Deus pagará todas as ofertas com a Sua habitual generosidade de Pai. E desde já o bem-haja da Paróquia pela colaboração prestada pelo Colégio Planalto e pela Escola Alemã de Lisboa.