6 de julho de 2014

Ausência de sacerdotes a partir do Mês de Julho

P. Rui Rosas: Regressa de férias 6ª Feira, dia 18

P. Carlos Santamaria: De dia 2, 4ª Feira, a dia 24, 5ª Feira, em férias

P. João Campos: De dia 27, Domingo, a dia 18 de Agosto, 2ª Feira, em férias

Agrupamento nº 683 do CNE de Telheiras: Mês de Julho

As actividades regulares semanais de 2013/2014 encerraram-se em 28 de Junho passado, num Convívio com as famílias dos membros do Agrupamento no Parque de Monsanto.
Neste mês efectuar-se-á ainda:


Conselho de Agrupamento, no dia 10, em que, além de outros assuntos referentes à vida do Agrupamento, se estabelecerão as datas de recomeço das actividades regulares de 2014/2015, que se iniciam em Setembro;

Obs. –Durante o mês de Agosto a sede encontra-se encerrada, embora o Agrupamento vá participar no Acampamento Regional..

Baptismos neste mês de Julho

Sábado, dia 19: 11.00h – Miguel Rodrigues Maia

Domingo, dia 20: 15.00h – Lisa Sofia Hänsler Dias

Sábado, dia 26: 11.00h – Frederico de Sousa; 12.00h - Caetana e Afonso Andrade

Imposição do Escapulário de Nossa Senhora do Carmo

      Na celebração de Nossa Senhora do Carmo, as pessoas que previamente se inscreverem, poderão receber o Escapulário de Nossa Senhora do Carmo na Missa de 3ª Feira, dia 16, às 18.30h. Recorda-se que só é imposto o escapulário a quem nunca foi imposto anteriormente. E a sua recepção deve ser feita na graça de Deus, pelo que se convida todo o candidato ao escapulário, no caso de ser necessário, recorra previamente ao sacramento da Reconciliação ou Confissão.

Do Pároco

Louvor à Porta do Céu




Procissão por Telheiras no dia 5 de Junho de 2014
Quantas vezes, ao entrarmos na nossa igreja, não nos sai dos lábios, de forma espontânea, a jaculatória: “Nossa Senhora da Porta do Céu – Roga por nós”. Habituamo-nos a dizê-la sempre, no final de cada mistério do Terço que aí se reza.
Pedimos o seu auxílio, porque sabemos que a nossa Mãe, que é também Mãe de Deus, sempre ouve as súplicas dos seus filhos. Ela é a Medianeira de todas as graças, pelo que não há petição que façamos ao nosso Pai Deus, ou benefício que d’Ele recebamos, sem ser por intermédio de Maria Santíssima.

Esta jaculatória, cuja longa história contaremos noutro dia, ajusta-se perfeitamente ao amor maternal de Nossa Senhora, que, por ser a melhor das mães, aí nos aguarda no final da nossa vida para nos abrir a porta do Reino dos Céus. E a sua presença constante nesse lugar, lembra-nos constantemente que para entrar por esse sítio precisamos de lutar com denodo, porque o seu Filho e nosso Irmão Jesus Cristo, nos avisou de que o Reino dos Céus é dos violentos. 
Não certamente daqueles que se servem da sua força para humilhar ou aniquilar os outros, mais fracos e desprevenidos, mas para, com a virtude da fortaleza, encarar as adversidades da vida ou os objectivos difíceis de alcançar com a energia necessária para fazer sempre o que Deus nos pede.
No final do mês passado, a imagem da nossa Padroeira percorreu num breve trajecto algumas ruas de Telheiras. Quanto não terá abençoado, à sua passagem, as pessoas e todos os lugares da paróquia. 

Esta procissão, que se tem feito, salvo por excepção, todos os anos na primeira 5ª Feira do mês de Junho, é um gesto de confiança na sua protecção e, simultaneamente, o desejo de que os paroquianos lhe rezem com fervor, confiados de que ela, como Mãe generosa, espalhará a sua benevolência por todos nós.
Nestes dias estivais, peçamos a Nossa Senhora da Porta do Céu, dum modo especial, pelo justo descanso de quem labutou todo o ano, a fim de que, ao regressar das suas férias, se encontre com forças renovadas para enfrentar um novo ano de trabalho. 
E peçamos-lhe também que o descanso não seja para nós um tempo em que Deus é posto de parte, como se tratasse de um companheiro indesejável ou incómodo, ou como se a sua companhia estragasse o nosso repouso. Da Porta do Céu, Maria acompanha as nossas férias, intercedendo para que elas sejam um momento de regeneração de todas as nossas energias, não só corporais, mas também espirituais. Ela é tão boa Mãe que, se nos tivéssemos deixado levar pelo comodismo de esquecer Deus nesses dias, seria a primeira a implorar, junto do Filho, o seu perdão. Mas um bom filho não trata assim a sua Mãe. 

Frases do Papa Francisco


Papa Francisco abraça os seus amigos: o rabino judeu Abraham Skorka e o professor mulsumano Omar Ahmed Abboud (em Jerusalém, 25-5-2014)



Que quer dizer evangelizar? Testemunhar com alegria e simplicidade o que somos e aquilo em que acreditamos.
* * *
No lugar de trabalho, cada cristão pode dar bom testemunho, mais do que por palavras, por uma vida honesta.
* * *
Todos nós, batizados, somos discípulos missionários. Somos chamados a tornar-nos um Evangelho vivo no mundo.
* * *
Queridos jovens, Cristo tem confiança em vocês e confia-vos a sua própria missão: “Ide, fazei discípulos”.

Horário de Missas durante os meses de Julho, Agosto e Setembro

a) Durante a semana: 

a. De 1 de Julho, 2ª Feira, até 6 de Setembro, Sábado: 18.30h;
b. A partir da 2ª Feira, dia 7 de Setembro: de 2ª Feira a 6ª Feira: 12.15h e 18.30h; Sábado: 18.30h; 


b) Domingos: Julho e Setembro: 10.00h, 12.00h e 19.00h
Agosto: 11.00h e 19.00h

Recolecções mensais no mês de Julho

3ª Feira, dia 08: Homens: 19.10h; 

5ª Feira, dia 10: Senhoras: 19.10h

Beatificação de D. Alvaro del Portillo, sucessor de S. Josemaria Escrivá

Realizando-se em 27 de Setembro, Sábado, em Madrid, a beatificação de D. Álvaro del Portillo, sucessor de S. Josemaria Escrivá, Fundador do Opus Dei, a paróquia convida todos os paroquianos que o desejem, a participar nesta celebração. Para o efeito, associa-se a uma viagem que está a ser organizada pela Dra. D. Mª. Isabel Morais Barbosa. A ida e o regresso à capital de Espanha, onde nasceu o futuro beato, compreende três dias: saída a 26/09 e regresso a 28/09.
Para saber mais pormenores, dirigir-se à Secretaria Paroquial. Pode preencher a Folha de Inscrições que se encontra no lugar habitual, ou telefonar para a organizadora: 912 219 614/217 275 640. 

Catequese do ano 2014/15

Inscrições: a partir de 2 de Julho, 4ª Feira, na Secretaria. Pode pedir-se a ficha de inscrição pela Internet.

a) De crianças
Afixação definitiva de horários: 03 de Setembro, 3ª Feira
Início das Aulas: Semana que começa na 2ª Feira, 6 de Outubro
Dias e horas das aulas: Rapazes: 3ªs Feiras, 17.45h e Sábados, 11.00h;
Raparigas: 5ªs Feiras, 17.45h e Domingos, 11.00h.
Festas da Catequese de crianças
Assinalam-se a seguir as festas e outros eventos da Catequese, durante o período catequético, segundo os diversos anos.


1º Ano – Festa do Pai Nosso (O Criador é nosso Pai, somos irmãos; agradecer-Lhe o que nos ofereceu: vida, família, a sua paternidade, universo...) – 01 de Maio, 6ª Feira, Missa às 10.00h.
2º Ano – Festa da Alegria (Primeira Confissão) (Saborear a presença de um Deus sempre disposto a perdoar...) 2 Turnos: 1º - grupos dos Sábados e das 3ªs Feiras: Sábado, 28 de Fevereiro, 11.00h; 2º - grupos dos Domingos e das 5ªs Feiras: Domingo, 1 de Março, após a Missa das 10.00h.
3º Ano – Festa da Palavra (Descobrir a verdade que Deus foi revelando aos homens) – 7 de Março, Sábado, 11.00h – Entrega de uma Bíblia Juvenil;
4ºAno – Ano da Entrega do Credo (Como símbolo-resumo da verdade revelada que se devem esforçar por conhecer e viver, os alunos receberão o Credo) – 7 de Fevereiro, Sábado, 11.00h. 
5ºAno – Ano da Aliança (Aprofundando a História da Salvação, poderão revê-la, na parte do Novo Testamento, nos mistérios do Terço e num relacionamento filial com a Mãe de Deus e nossa Mãe; os alunos receberão um Terço e ser-lhes-á imposto o Escapulário do Carmo) – 24 de Janeiro, Sábado, 11.00h.
6º Ano – Festa da Profissão de Fé (Momento formal e amadurecido do professar da Fé, que orienta a sua vida) 3 de Maio, Domingo, Missa das 10.00h.
7ºAno – Ano da Liberdade Cristã (A palavra celebrada nos sacramentos da Igreja permite exercitar a liberdade que Cristo nos alcançou na sua entrega de amor; os alunos receberão um crucifixo) – 21 de Fevereiro, Sábado, 11.00h.
8º Ano – Ano da Vida (Aprender a viver como filhos de Deus, meditando na Palavra revelada; os alunos receberão o Novo Testamento) – 9 de Maio, Sábado, 11.00h.
9º Ano – Festa do Envio (Aprender a seguir o apelo do Espírito que desde o Pentecostes conduz a Igreja a chegar a todo lado; os alunos receberão o sacramento da Confirmação ou Crisma, juntamente com os adultos) – 30 de Maio, Sábado, Missa às 10.00h. Obs. – Esta data necessita de confirmação.


b) De adultos

1. Catecúmenos:
as Aulas começam a 1 de Outubro, 4ª Feira – 19.15h; Celebração dos Sacramentos da Iniciação Cristã: Vigília Pascal, 21.30h, Sáb., 19 de Abril de 2014,
2. Preparação para o Crisma de Adultos: as Aulas começam a 14 de Outubro, 3ª Feira – 19.15h. Administração do Sacramento do Crisma: 30 de Maio, Sábado, Missa às 10.00h. Obs. – Esta data necessita de confirmação no princípio das aulas.
3. Teologia para Todos: as Aulas começam na 5ª Feira, 23 de Outubro – 19.15h.
Obs. Na primeira aula destes cursos para adultos serão especificados os horários e entregues os sumários ds diversas lições.
4. Outras iniciativas: A anunciar no final do mês de Setembro próximo.

Do Tesouro da Igreja

    A Maternidade de Maria na Economia da Graça (*)


   A Virgem Santíssima, predestinada para Mãe de Deus desde toda a eternidade simultâneamente com a encarnação do Verbo, por disposição da divina Providência foi na terra a nobre Mãe do divino Redentor, a sua mais generosa cooperadora e a escrava humilde do Senhor. Concebendo, gerando e alimentando a Cristo, apresentando-O ao Pai no templo, padecendo com Ele quando agonizava na cruz, cooperou de modo singular, com a sua fé, esperança e ardente caridade, na obra do Salvador, para restaurar nas almas a vida sobrenatural. É por esta razão nossa mãe na ordem da graça.
Esta maternidade de Maria na economia da graça perdura sem interrupção, desde o consentimento, que fielmente deu na anunciação e que manteve inabalável junto à cruz, até à consumação eterna de todos os eleitos. De facto, depois de elevada ao céu, não abandonou esta missão salvadora, mas, com a sua multiforme intercessão, continua a alcançar-nos os dons da salvação eterna. Cuida, com amor materno, dos irmãos de seu Filho que, entre perigos e angústias, caminham ainda na terra, até chegarem à pátria bem-aventurada. Por isso, a Virgem é invocada na Igreja com os títulos de advogada, auxiliadora, socorro, medianeira. Mas isto entende-se de maneira que nada tire nem acrescente à dignidade e eficácia do único mediador, que é Cristo.
Efectivamente, nenhuma criatura se pode equiparar ao Verbo encarnado e Redentor; mas, assim como o sacerdócio de Cristo é participado de diversos modos pelos ministros e pelo povo fiel, e assim como a bondade de Deus, sendo uma só, se difunde vàriamente pelos seres criados, assim também a mediação única do Redentor não exclui, antes suscita nas criaturas cooperações diversas, que participam dessa única fonte.
Esta função subordinada de Maria, não hesita a Igreja em proclamá-la; sente-a constantemente e inculca-a aos fiéis, para mais intimamente aderirem, com esta ajuda materna, ao seu mediador e salvador.
.................................................
(*) Vat. II, Const. Dogm. Lumen Gentium, nn. 61-62