4 de julho de 2011

Dádivas de géneros alimentícios, dinheiro ou roupa para as famílias necessitadas

Sendo cada vez mais numerosos os casos em que famílias carenciadas solicitam à Paróquia ajuda para a satisfação de necessidades emergentes e inadiáveis, pedia que a generosidade dos nossos paroquianos (sempre muito activa) não afrouxasse os seus donativos nestes meses estivais, em que as férias não podem deixar-nos descansados, se não vivermos as obras de misericórdia materiais: “dar de comer a quem tem fome, dar de beber a quem tem sede, vestir os nus, etc.,”. Sem se querer com estas palavras “estragar” as vossas férias, é bom lembrar-nos que há gente, que vive ao nosso lado, que não só não tem dinheiro para “ir de férias”, como – exemplificando - nem sequer pode dar uma alimentação razoável aos seus filhos, levantar os remédios comparticipados nas farmácias para as suas doenças, porque ficou desempregada, porque não consegue arranjar trabalho, etc. A chamada “pobreza envergonhada” está de facto a aumentar. Obrigado! (Cfr. Secção: Do Pároco, na 1ª Página.)

Sem comentários:

Enviar um comentário