22 de janeiro de 2008

Pensamentos de São João da Cruz

João de Yepes, mais tarde João da Cruz (1542-1591), é um dos grandes autores espirituais da cristandade. Com Teresa de Jesus, e sob o seu impulso, fundou a reforma carmelita entre os homens, e dirigiu muitas almas. É Doutor da Igreja. Entre os seus escritos conta-se uma colecção de 200 sentenças das quais escolhemos algumas.
«O Senhor sempre revelou aos mortais os tesouros da sua sabedoria e do seu espírito; mas agora, que a malícia vai mostrando cada vez mais o seu rosto, revela-os ainda mais»
«Mais vale estar carregado junto do forte do que aliviado junto do fraco. Quando estás carregado estás junto de Deus, que é a tua fortaleza, pois Ele está perto dos atribulados. Quando estás aliviado estás junto de ti, que és a tua própria fraqueza. A virtude e fortaleza da alma crescem e confirmam-se com trabalhos e paciência»
«Quem quiser estar sozinho, sem ajuda de mestre ou de guia, assemelha-se à árvore do campo, sozinha e sem dono: por muito fruto que dê, os caminhantes sempre a colherão antes de tempo»
«A alma virtuosa, sozinha e sem mestre, é como o carvão aceso que fica só: mais se vai esfriando que acendendo»
(retirado de Ditos de luz e de amor nn. 1, 4, 5 e 7, in SÃO JOÃO DA CRUZ, Obras completas, Ed. Carmelo, Marco de Canaveses, 2005, pp. 83ss)

Sem comentários:

Enviar um comentário