22 de agosto de 2007

Relembrando textos da viagem de João Paulo II a Portugal, em 1982

Entre 12 e 15 de Maio de 1982 o Papa João Paulo II visitou o nosso país deixando-nos um tesouro inestimável, da sua palavra, da sua vida santa e do seu carinho por nós. Vinha como peregrino agradecer a Nossa Senhora o tê-lo salvo de um atentado que sofrera na Praça de São Pedro em 13 de Maio de 1981. Recordamos algumas palavras pronunciadas na Homilia da Missa para os jovens, celebrada no Parque Eduardo VII, em Lisboa, a 14 de Maio.
Relembrando textos da viagem de João Paulo II a Portugal, em 1982:
«O Reino de Deus está próximo! Sim! “Dizei a todos: está próximo de vós o Reino de Deus” (Lc 10,9) (...) São dirigidas estas palavras especialmente a vós, jovens, que aqui vos encontrais esta tarde, em tão grande número, cheios de entusiasmo e alegria, manifestando a vossa disponibilidade a Cristo e o vosso desejo de construir um mundo mais humano e cristão. (...) E quase me atreveria a dizer: estas palavras são dirigidas especialmente a vós, jovens portugueses, filhos de um povo de missionários que, por todo o mundo levaram esta mesma mensagem (...).
Sim, a vós, jovens: porque no vosso espírito está impressa, de modo particular, a problemática essencial da salvação, com todas as suas esperanças e tensões, sofrimentos e vitórias. É sabido quanto vós sois sensíveis à tensão entre o bem e o mal, que existe no mundo e em vós próprios. (...) Espontaneamente sois levados a rejeitar o mal e a desejar o bem. Mas, algumas vezes, tendes dificuldade em ver e em aceitar que para chegar ao bem é preciso passar pela renúncia, o esforço, a luta, a cruz (...).
Contudo, caros jovens, para além destas tensões, possuís uma aptidão quase conatural para evangelizar. Porque a evangelização não se faz sem o entusiasmo juvenil, sem juventude no coração, sem um conjunto de qualidades em que a juventude é pródiga: alegria, esperança, transparência, audácia, criatividade, idealismo... Sim, a vossa sensibilidade e a vossa generosidade espontânea, a tendência para tudo o que é belo, tornam cada um de vós um “aliado natural” de Cristo. (...)
A vossa tensão de jovens pode resumir-se entre o «já» e o «ainda não». Já sentis responsabilidade mas ainda não tende oportunidades para demonstrá-la. Já quereis contribuir eficazmente para o bem comum, tanto com ideias como com obras, mas ainda não se deparam as ocasiões. Ora é exactamente neste momento, no grande momento da opção e preparação do vosso futuro, que mais precisais de Cristo. (...) Sede generosos: escolhei com amor e preparai-vos bem.»
(Discursos do Papa João Paulo II em Portugal, Ed. Conferência Episcopal Portuguesa, 1982, pp. 153 e ss.)

Sem comentários:

Enviar um comentário